domingo, 14 de novembro de 2010

Bodas de Papel

Durante esses deliciosos 12 meses aprendi muito sobre a vida.

Percebi que cheiro verde nada mais é do que salsa e cebolinha. Percebi que é muito fácil fazer estrogonofe. Percebi que morro de medo de panela de pressão. Percebi que requeijão e salaminho são coisas muito caras. Percebi que pagar IPTU, luz e TV todo mês é uma chatice. Entendi que furar a parede para colocar um prego, faz uma sujeira danada. Fazer pequenas recepções em casa, é sinônimo de muuuita louça na pia. Chuveiro a gás dá uma dor de cabeça enorme, sem falar na quantidade de botijões que temos que comprar e nos banhos frios que tomamos. Como foi difícil tirar a poerinha branca do nosso chão. Como foi bom escolher cada móvel para nossa casa, até mesmo quando tivemos que sustar cheque. Percebi também que escolher a cor do estofado das cadeiras e da persiana é terrível ante a imensidade de opções. Como os armários na cozinha fazem falta! Como é bom ter azulejos na área de serviço. Como a água que cai na área coberta me irrita. Escolher o cardápio todos os dias é a coisa mais chata do mundo. Manchar roupas dá uma dor na consciência danada! Tivemos até que processar a LG... Santa Déia que passa nossas roupas. Santa Tereza que me ajuda toda semana! Como é bom almoçar na mamãe e na vovó. Como é ruim ver as pessoas que você ama partirem e as que ficam, chorarem. Como morar com a Cacá me faz falta. Como é bom o Thi vir almoçar na minha casa. Como a vida passa rápido e é lindo ter que pensar em enfeitar a casa para o Natal de novo. Como é maravilhoso visitar a Torre Eiffel, passear no Coliseu, comer croissant e escargot em Paris e pizza na Itália. Subir 6 andares. Ver a Monalisa! Ver a Pietá! Dançar sem música em Versailles. Quase ir ver o Papa! Conhecer a cidade de Miguel de Cervantes e andar com sete malas pela rua. Tomar um champanhe de 7 euros. Sonhar com NY! Como papai fez bem em comprar Pestana Club, como é bom nadar numa piscina linda à meia-noite. Jantar na praia, bebendo champanhe. Fazer amigas paulistas em plena lua de mel. Ter que cantar os trechos de música de madrugada. Gritar "Amo meu Mô" e exigir que você grite de volta.

O maior aprendizado? Você faz tudo valer a pena.

O maior medo? A panela de pressão, sem dúvida.

A maior certeza? De que faria tudo de novo.

A pior coisa? O tartare.

A melhor coisa? Acordar com você todos os dias.

O melhor presente? A flor arrancada do jardim do vizinho e entregue hoje à meia-noite.

Pro futuro? Bodas de algodão, NY e minha cozinha!

Agradecer? A Deus, que faz tudo isso possível.

Uma lembrança? Dia 14.11.2009

2 comentários:

  1. Sou fã do seu blog! Vou adicioná-lo a minha lista de favoritos em meu blog, ok?
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Natalia, farei isso com o seu tb! Bjsss

    ResponderExcluir